Banho.de.chuva

Padrão

3031124419_62c10d16ab

Uma das coisas de que mais gostava quando era criança era tomar banho de chuva. Eu amava ficar toda encharcada, me divertia comigo mesma e com a água.Se tivesse alguém junto, ótimo.Se não, tudo bem também.Minha companhia eram mesmo os pingos d’água, quando maiores, melhor!Banho de chuva na rua, no jardim, no quintal, na piscina…aproveitava a água que escorria pela calha, pegava shampoo e sabonete e fazia daquilo meu chuveiro.Por ter morado a maior parte da minha vida, até então, na região equatorial, onde chove um dia sim, outro também, era programa certo pelo menos uma vez na semana.Lembro quantas vezes caía aquele temporal, bem na hora em que eu voltava da escola. Descia do ônibus e ia caminhando bem devagar pra casa, só pra ter o prazer de sentir a água da chuva vir escorrendo.Quantas vezes já chorei na chuva, no melhor estilo “I’ll do my crying in the rain”. Choro de raiva, de dor, de coração partido, de felicidade…Já beijei e fui beijada também, com as gotas d’água testemunhando juras de amor eternas. Já tomei banho de chuva só pra fazer passar o calor.Banho de chuva escondido da mãe (“Vai ficar gripada, menina!!“).Banho de chuva andando de bicicleta. Banho de chuva brincando de queimada.Banho de chuva. Banho. Chuva.

Com o passar do tempo, fui crescendo e consequentemente tendo menos tempo pra gastar tomando banho na chuva.Mas, mesmo não sendo mais criança, continuo amando fazer isso! Daí, hoje, estava eu em casa, sozinha, lá pelas 19h, estudando tentando estudar, quando começo a escutar os trovões. Não tive a menor dúvida…larguei os livros e fui correndo pro jardim. Ah, que delícia que foi!!! Sabe, nessa fase que tenho vivido, com tantas coisas novas, estranhas, boas e diferentes acontecendo comigo (umas publicáveis, outras nem tanto assim), como eu estava precisando dessa chuva e desse banho. Banho no corpo. Chuva na alma. Alma lavada!!!! Foi terapêutico. Revigorante.

Bem sei que isto irá me render começar a tomar comprimidos de Vitamina C amanhã, pois já não tenho mais os anticorpos fortinhos da infância/pré-adolescência/adolescência.Mas, isto é o que menos importa, a uma altura dessas…….. =)

Anúncios

Uma resposta »

  1. Pingback: O texto sem título. « Living La Vida Nueva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s