inveja

Padrão

 

invejosa  A inveja não é necessariamente querer para nós mesmos,

mas simplesmente querer que seja tirado do outro. 

A inveja é o sentimento de infelicidade produzido por

presenciarmos a vantagem ou a prosperidade do outro.

Os invejosos se incomodam com

os sucessos dos amigos.”

 (by http://amulherv.blogspot.com/2010/11/inveja.html)

 

Então genz, vamos falar sobre esse sentimentozinho chato e desagradável escrito ali em cima??

É que, num intervalo de poucos dias aconteceu comigo alguns episódios que me levaram a refletir sobre a inveja…bom, os episódios em si, prefiro não relatar aqui. O fato é que, conforme eles foram acontecendo, novas indagações e impressões vinham à minha mente. A principal delas foi: qual a linha que separa a inveja da admiração?? Porque, na verdade, imagino que se eu fosse confrontar uma dessas pessoas, é bem provável que eu ouviria como resposta algo mais ou menos assim: “ah, não é inveja, é apenas admiração…eu me espelho em você”. E daí, a gente vai se enganando e se iludindo com essa mentira. Eu digo a gente proque, sim, eu já senti inveja. E a pessoa era muito, muito minha amiga, íntima!! E um dia, já quase esmagada por esse sentimento diabólico, fui até ela e, com muita dor e vergonha, externei. Foi muito difícil, tanto pra mim quanto pra ela, aprendermos a lidar com isso…mas, creio que conseguimos superar, então.

Certamente isso é extremamente mais comum entre mulheres do que entre homens (e talvez até se algum homem ler esse texto, pensará: “mas que grande bobagem  e perda de tempo isso tudo!!”), o porque eu não sei – Freud explica. Nao acho que homem seja tão encanado com essas coisas quanto nós, mulheres. A mente dos homens costuma ser muito mais prática do que a nossa. De qualquer forma, penso que nenhum de nós está imune à inveja: seja como alvo ou como sujeito. Não sou psicóloga, nem nada, mas acredito que a inveja se origina na baixa auto-estima: é a ilusão de que a vida e as posses do outro são melhores do que as suas. INvejar é, além de querer ser igual a outro, não alegrar-se com a satisfação dele: Exemplo prático: Beltrana ganhou uma viagem num cruzeiro. Fulana, com inveja, enraiveceu-se e, além de agora TER QUE viajar em um cruzeiro nas próximas férias, deseja que a viagem de Beltrana dê errado!! A inveja vai além da cobiça (o sentimento de querer ter o que o outro tem). Há invejosos que, literalmente, imitam o que o outro faz, como o outro se veste, se enfeita, etc…sei de um caso em que a pessoa invejosa chegou ao ponto de ir ao cabelereiro e pedir pra fazer o cabelo idêntico ao da fulana (sendo que tal cabelo em nada combinava nem com seu tipo físico nem com sua pele…), comprar um carro igual ao da pessoa invejada (eu disse igual, inclusive a cor)…esse tipo de comportamento, na minha opinião, beira a obsessão e me dá calafrios!! Prefiro manter certa distância segura de gente assim, e riscar do meu círculo de amizades. Gostar, a admirar e achar bonito é uma coisa. Imitar é outra. Copiar, é pior ainda! É claro que eu sei que não serei a única a ter o carro que tenho. É óbvio que meu corte e cor de cabelo não são monopólios meus…mas, tudo tem limite. Tudo…cada pessoa tem um estilo, um jeito de ser…e querer imitar esse estilo que não é seu é ridículo e, acredite, as pessoas ao redor notam.

Me considero uma pessoa relavtivamente autêntica…e isso eu ouço de minha mãe desde sempre. Ela sempre dizia que eu tinha o gênio difícil, por não ser influenciável. E hoje, finalmente, vejo uma vantagem nisso!! É algo que de fato reflete em toda a minha vida: no ambiente profissional, emocional, pessoal……um exemplo: moda! Adoro saber sobre as tendências, as novidades, etc. Mas, de forma alguma saio vestindo-calçando-usando tudo o que os fashionistas dizem que é UP! Muuuuuito pelo contrário….usar-fazer algo só porque está na moda e todos fazem não é a minha cara, messssmo. Estampas de bichos, roupas na cor fluor: de-tes-to! E não uso de maneira alguma…só se a Presidenta baixar um decreto dizendo que quem não usar, vai presa! kkkk MAS, não tenho NADA contra quem gosta e usa, porque entendi uma verdade: cada pessoa é uma pessoa (dã!!). Deu pra entender o que quero dizer??? Ninguém é igual a ninguém minha gente, e isso é uma das delícias de ser gente (e não bicho, que faz tudo por instinto e não por efetivamente querer).

E, olhem só, não quero parecer melhor nem mais esperta do que ninguém. Apenas isso não faz meu estilo…só uso algo se de fato eu gostar e, detalhe: gostar em mim! Não é porque saia plissada tá na moda (e eu acho liiiindo) que eu vou sair por aí com uma, pois sei que não combina com meu tipo físico. E a coisa vai mais ou menos por aí….se sonho em ter a IT bag do momento? Lógico! Que mulher não sonha?? Mas, se ela ainda não cabe no meu orçamento, pra que vou fazer sacrifício, deixar de pagar outras contas, ou dividir em 597 prestações, só pra estar igual aos outros?? E, detalhe: daqui poucas semanas, já haverá outra mais nova, mais bonita e mais fashion…

Bem, estou escrevendo esse texto corrido, com o que me vem a mente, e ele tá tomando um rumo diferente do que eu imaginava…o cerne do que eu quero expressar aqui é: você não precisa ser igual a mim (nem a qualquer outra pessoa) para ser querida e amada! O seu cabelo não precisa ser igual ao meu, seu carro não precisar ser irmão gêmeo do meu, o seu jeito de escrever não precisa ser ipsis litteris  ao que escrevo, nem tampouco seu jeito de se vestir e de se enfeitar. Cada um é cada um.

Certa(s ) vez(es), uma mocinha pediu pra conversar comigo e então ela, corajosamente, abriu a boca e disse: eu tenho inveja de você, do seu jeito de ser, e por isso acabo não gostando de você pois na verdade eu queria ser como você é e queria ter as amizades qe você tem. Num primeiro momento, eu me surpreendi (eu sempre me surpreendo quando descubro que sou alvo da inveja de alguém), e logo em seguida, me compadeci, e esclareci a ela que não havia nada em mim nem em minha vida que fossem “dignos” daquele sentimento: eu era um ser humano igual a ela, com qualidades e cheia de defeitos, apenas era mais extrovertida que ela e, sim, tinha mais posses e mais “títulos” do que ela, mas na real, isso me fazia MELHOR do que ela? NÃO!! E eu tampouco jamais me senti assim: superior aquela moça. E acho que é por isso que me surpreendo quando descubro direta ou indiretamente que alguém me inveja (ai, tão ruim dizer esta frase!!): porque vai além de sentir-se: não é que eu me SINTA melhor do que alguém, mas sim que eu SEI que não sou. E, nos casos recentes, o que mais me deixou surpresa é que tais pessoas “invejosas” tem, do meu ponto de vista, uma vida tão bacana…empregos bons, salários ótimos (provavelmente, beeeem melhores do que o meu), família linda, etc…porque não se contentar com isso, ao invés de buscar ser igual a alguém que não é você????

Espelhar-se é uma coisa. Admirar alguém é legítimo. Mas, imitar, invejar, cobiçar….são sentimentos, atitudes e ações que não são positivas em nada! O problema é que a linha que separa uma coisa da outra é tão tênue, e é tão vergonhoso admitir que se é invejoso, que se embarca nessa e vai-se vivendo a vida assim, olhando tanto pro outro, até que se perde a própria identidade: não se sabe mais quem se é, e não tem coisa mais triste do que gente em crise de identidade! Não perca tempo olhando pro lado…enquanto você analisa se a grama do vizinho é mais verde que a sua, o vizinho tá lá, vivendo a vida dele e sendo feliz. E você, será que é realmente feliz, além das palavras que saem da sua boca anunciando essa felicidade (forçada??) aos quatro ventos, no profundo do seu coração? Eu não sei a resposta verdadeira pra essa pergunta. Mas, você sabe. E, dentre todas as mentiras e ilusões que você possa vir a criar, a pior de todas é quando você as faz para você mesma.

Pense nisso!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s