Arquivo da tag: vantagem

O lado a!!!

Padrão

primeiro-lugar-thumb4543601 Tem gente que se acha bom demais. Este, definitivamente não é o meu caso. Durante um longo tempo na minha vida, inclusive, tive problemas com baixa auto-estima em função de “n” coisas que me aconteceram durante a infância/pré-adolescência (em resumo: eu era muito bem vista e “valorizada” fora de casa,mas não dentro – leia-se pelos meus pais. Pros outros eu era a mais bonita, a mais inteligente, mas pra eles, nada do que eu fazia ou era parecia ser suficiente, e isto acabou me fazendo ser uma pessoa insegura). Lutei durante anos pra mudar esse quadro dentro de mim mesma, incluindo aí perdoar meus pais (sei que não fizeram de propósito!!), me esforçar para (re)construir um relacionamento verdadeiro com eles, dentre outras coisas. MAS BEM, deixa isso pra lá porque isto talvez seja matéria para um outro post que não é este aqui.

O que eu estava dizendo era que tem gente por aí que se acha “a última bolacha do pacote”. Acho isso ridículo, e se tem uma coisa que pode fazer eu me afastar de alguém é perceber que ela se acha gostosa demais, boa demais, interessante demais, ou seja, egocentrismo e ausência total de modéstia na minha opinião sempre estarão fora de moda. (Posso estar errada, quem sabe? Mas é a minha opinião por ora, talvez eu mude…não sei!). Por outro lado, não se valorizar, não saber reconhecer os pontos positivos que todos (eu disse TODOS) possuímos também é o fim da picada!! Há que haver um equilíbrio, não é??? Sou 100% contra todo tipo de extremismo e exagero, e acho que já disse isto aqui antes…

No post anterior eu falei sobre (alguns dos) meus defeitos. Agora, quero falar sobre minhas qualidades, aquelas características positivas que possuo e que me fazem ser ÚNICA, não há ninguém igual a mim por aí, e se eu fosse outra pessoa, ia fazer questão de ser amiga de alguém como eu! (eita!! baixa auto-estima relativamente superada, deu pra perceberem??? kkk).

Vamos lá, então?

*quando sou amiga, sou daquelas tipo “até debaixo d’-agua”. Pra todas as horas, todos os momentos (os bons, os maus, os melhores, os piores, e os piores dos piores, nem que seja no meio da madrugada e você more a kms e kms de distância de mim!);

*sou leal e fiel. Se estou com você, vou até o fim, e só com você, e com mais ninguém!;

*minto pouco (ok, se eu disser que não minto, já estaria mentindo! então, sei que o fato de mentir pouco é uma qualidade hoje em dia, porque sei de gente por aí que vive de mentiras e mente tanto que engana até a si mesmo! E essa é a pior de todas as mentiras…Se você mente até pra sua consciência, ela acaba acreditando…);

*sou transparente: isso significa que se eu gosto de você, você logo irá perceber. E vice-versa, ou seja, se eu não gosto, também terei muita dificuldade em fingir que gosto! Se estou contente, sorrio, se estou triste, choro. Sou fiel e leal às minhas emoções, doa a quem doer…;

*sou uma pessoa extremamente prestativa: se você precisa de mim pra alguma coisa que eu posso e sou capaz de fazer, pode ter toda a certeza do mundo que eu vou estar lá e te ajudar da melhor forma possível e com todo o meu coração.Empresto dinheiro, fico no hospital, e tantas outras coisas…mas, quando eu digo que não posso/não dá, é porque eu realmente não posso!;

*quando me comprometo com alguma coisa ou com alguém, vou até o fim. E se eu vejo que não dá mais, não enrolo nem faço média: eu digo! Prova disso foi ter terminado meu noivado faltando 2 meses pro meu casamento ( e não me arrependo disso!);

*eu volto atrás quando sei/reconheço que estou errada e não tenho medo nem vergonha de dizer isso, nem de pedir perdão;

*eu choro quando tenho vontade e não tenho porque esconder isso. Prova de que dentro do meu peito bate um coração de verdade, de que sou humana e, como tal, possuo sentimentos e emoções e não vejo porque escondê-los;

*sou intensa (acho que isso também pode ser um defeito…);

*quando eu amo, sou extremamente carinhosa e adoro fazer coisas pra agradar o outro. Aliás, eu amo demonstrar meus sentimentos das mais diversas formas (falando, dando presentes, fazendo carinho, etc…);

*eu sei perdoar quem me fere…já perdoei mentiras e acho até que seria capaz de perdoar uma traição (dependendo do tamanho do meu sentimento pela outra pessoa, e das circunstâncias do ato…);

*sou inteligente;

*sei (e gosto de) cozinhar!! =);

*dirijo bem;

*sou obediente;

Pronto! Fiquei uns 5 minutos parada olhando pra tela do notebook e não me veio mais a lembrança de nenhuma qualidad!!!!!!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkk  Se eu lembrar de outras, adiciono depois.

Agora, sabe o que é mais legal nessa coisa toda de lado A e lado B? É que nenhum deles é permanente. O que é defeito em mim, sei que posso plenamente superar/consertar/mudar/melhorar. Da mesma forma que minhas qualidades não são fixas nem eternas, e algumas delas eu tenho que me esforçar para não perder. É  a vida…….!

Anúncios

-X+X=0

Padrão

É interessante como na nossa vida, pra gente saber que o doce é bom,precisa conhecer o amargo.Pra se sentir prazer e saber que o prazer é prazer, tem que saber como é o desprazer. Como saber se algo estão são,se não houvesse a dor para nos alertar daquilo que não está são?

Meu ponto aqui é que, (in)felizmente, na vida, temos os positivos e os negativos.Não existe exatamente uma regra no que se refere a quantidade equivalente de cada. O princípio “A cada +, 1 -.” certamente não vale. Mesmo porque,por quantas e quantas vezes vivemos momentos rodeados de negativos, sem positivos alguns por perto?!

Tô falando tudo isso porque ontem o meu dia foi extremamente positivo em um sentido.Mas, em outro, absolutamente negativo.

Pela manhã, foi super corrido.Várias questões a serem resolvidas e raciocinadas no trabalho.Pra ter noção,desde a porta começaram a me abordar com dúvidas, isso por volta de 8h30 da manhã, e só consegui sentar na minha mesa lá pelas 10h.Depois, reunião com o chefe.Longa…diversas coisas a serem mudadas, melhoradas, transformadas, reestruturadas.Eu?Supervisionando tudo.São desafios novos, e eles me agradam, e muito!Vivo hoje o melhor momento da minha ainda não tão longa carreira jurídica, e tudo aconteceu bem rápido, considerando as responsabilidades que eu tinha quando comecei a trabalhar onde estou e as que possuo agora,com uma equipe de outros 4 advogados (alguns até + experientes que eu) e uma estagiária muito querida, todos debaixo de minhas orientações.Confesso, inclusive, que ainda não sei lidar ao certo com isto.Mas isso é asunto pra outro post. Desnecessário dizer que todas estas coisas são o Positivo,correto?

Pois bem.

Já no final do dia, quando pensava que tudo ia acaba bem por estar bem…sento a mesa com meu noivo.Objetivo? A famosa DR (discussão de relação,pros leigos).Iniciada por ele, diga-se de passagem.Em suma,a crise que me acorreu a 3 meses atrás e que me fez adiar o casamento que estava marcado para daqui a exatos 55 dias.Ao longo destes 3 meses, tentamos superar os problemas,tivemos longas e dolorosas DR’s,regadas a inúmeras lágrimas,a maior parte, minhas, mas com algumas dele também.Não foi difícil concluirmos que,do jeito que está não dá pra continuar, e muito menos casar.E se já tentamos acertar e não conseguimos, o único próximo passo humanamente possível é o ponto final.As diferenças entre nós 2 são abissais.Fora todas as outras questões que acabaram nos conduzindo ao agora.Fomos maduros para resolver o fim,pelos menos até agora,mais até do que imaginei que seríamos.O fim ainda não é oficial,mas sei que não custará para sê-lo.Então,no caminho de volta pra casa,sozinha, olho pro lado e vejo o Negativo ali.

Então, refletindo sobre tudo isso, lembrei de uma equação: -X+X=0. O Positivo e o Negativo,por si só, se anulam.E o que resta, é o Neutro. Ou o Vazio, para ser preenchido, novamente…